Enxadristas de Arujá reuniram-se no último dia 17 para retomar a prática da modalidade, com vistas a volta dos torneios locais, disputados há quase quatro décadas. Sob a orientação de Jorge Melecsevics, renomado atleta arujaense, foi realizado uma pequena disputa em formato curto e que permite a presença de várias pessoas, chamado de sistema suíço, no jargão do esporte. As partidas aconteceram na Praça dos Pães, na zona central, e tiveram a presença de pessoas de vários lugares de Arujá e cidades vizinhas. Houve premiação simbólica aos primeiros colocados.

O objetivo principal do encontro, nas palavras de Jorge, é ajudar na difusão do xadrez em Arujá. Ele ressalta a tradição local na modalidade, cujo o primeiro campeonato foi realizado em 1982 e com participação em edições dos Jogos Regionais e dos Jogos Abertos do Interior, a partir de 1984. Aliás, outro foco é preparar a equipe para representar a cidade em eventos futuros, paralisados desde o início da pandemia. A intenção, até o início do ano que vem, é organizar mais duas edições similares no mesmo lugar em datas ainda a serem definidas.

Mais do que ser uma confraria de amigos com a mesma paixão, a competição serve, também, para homenagear dois grandes mestres responsáveis por criar a cultura do enxadrismo em Arujá: Hélder Câmara e Elton dos Santos, ambos já falecidos. O sonho de Jorge, para o futuro, é levar para mais pessoas o interesse pelo esporte, principalmente em jovens na idade escolar. Caso a iniciativa renda frutos, outro passo é criar grêmios nos bairros do município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui