Depois de receber diversas reclamações em seu gabinete e também por meio das mídias sociais de moradores que não conseguem um contato com a Sabesp para solucionar suas demandas, o vereador Vinícius Pateta, que recentemente usou a tribuna para denunciar o fato, resolveu acionar o Procon para que medidas objetivas sejam adotadas visando a reabertura do posto presencial em Arujá.

Em entrevista ao jornal, o parlamentar falou sobre o que considera um verdadeiro descaso da empresa para com a população. “Nossos munícipes afirmam que tentam fazer contato através do site ou do aplicativo que a empresa disponibiliza, mas ele vive saindo do ar. As pessoas que precisam de uma segunda via de conta, as que precisam esclarecer dúvidas, ou mesmo aqueles que sofreram corte de água em decorrência de débitos neste período de pandemia ficam sem a opção de resolver rapidamente o problema por meio de negociação. Então eu realmente acho que a estatal não acha que a cidade de Arujá seja importante. E neste caso temos que usar acionar o Procon, pois ao contrário do que eles podem pensar, não somos uma cidade de 100 mil bobos com quem eles possam brincar”, desabafou.

No Procon, Vinícius Pateta foi atendido pelo diretor Adjunto de Atendimento e Orientação ao Consumidor, Rodrigo Tritapepe a quem passou um requerimento sobre a situação que pode ser avaliada como um abuso de poder da estatal.

O parlamentar se disse bastante satisfeito com o encaminhamento dado, uma vez que já recebeu a informação de que a Sabesp já foi notificada para prestar explicações. “Estamos confiantes de que a causa dos consumidores de Arujá seja bem defendida E até acreditamos que possa haver um entendimento, já que a Prefeitura já se dispôs a ceder um espaço para o atendimento presencial da Sabesp dentro do Fácil Arujá. Nós temos que pleitear uma solução para que nossos munícipes possam resolver suas demandas com a agilidade necessária, porque afinal o serviço oferecido não é de graça”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui