Uma despedida serena foi o que se viu durante o velório de Valquíria Maiolino Souza Prado, realizado ontem no salão nobre da  Câmara Municipal de Arujá. Centenas de pessoas, entre familiares e amigos, se alternaram neste ato, demonstrando seu carinho para com a família enlutada e principalmente para com o  esposo, Vicente Nasser do Prado, o Souzão, que a assistiu em todos os momentos desde a revelação do câncer, há dois anos e cinco meses.

                Entre todos  a saudade se fez silenciosa, respeitando o merecido descanso de uma mulher que lutou com todas as suas forças para viver, mas que enfrentou o sofrimento com dignidade, sem murmurações e sendo capaz de mostrar gratidão a todos quanto tentaram amenizar sua jornada.

                Cercada pelos cuidados das irmãs e do marido, que foi incansável no sentido de ampará-la e amenizar a dor durante os últimos estágios da doença, Valquíria expressou seu grande amor e gratidão a todos. A doença, que iniciou um tumor no pulmão, diagnosticado como inoperável, exigiu diversos tratamentos e várias internações no Hospital Paulistano, onde ela veio a falecer na noite de domingo.

                Souzão e demais familiares agradeceram a todos  pela solidariedade durante esta longa caminhada hospitalar e durante o difícil momento da separação. “Ela morreu em paz e cercada de carinho”, disse à reportagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui