O ano que se esperava começar com um pouco mais de tranquilidade na área da Saúde, está exigindo novamente um sacrifício maior por parte de médicos e enfermeiros. De acordo com a Secretaria de Saúde, de meados de dezembro para cá o atendimento a pacientes com sintomas da gripe Influenza A H3N2 subiu para mais de 89%, confundindo-se muitas vezes com a manifestação da cepa ômicron da Covid-19. Diante disso a Prefeitura determinou a ampliação da estrutura para triagem e testagem dos pacientes, a fim de que os casos de Covid-19 sejam atendidos separadamente e que nos dois casos os pacientes recebam o tratamento adequado. Para isso, foi necessário, mais uma vez, suspender as férias de servidores do setor de Saúde.

Segundo o secretário da pasta, Dr. Leonardo Reis, apesar do surto intenso da Influenza A, não foram necessárias internações. “A nova cepa da Influenza tem sintomas parecidos com a Covid e a maioria das pessoas chega às unidades bastante confusas, pois assim como a Covid, esta síndrome gripal se manifesta com muita dor no corpo, febre de até 39 graus, entre outros sintomas que também acontecem na Covid, mas com o tratamento certo, as pessoas se curam num período 72 horas, diferentemente da Covid, que leva cerca de dez dias. Daí a importância de fazermos a testagem. O Estado não nos fornece testes para a Influenza, então estamos testando para saber se é Covid e fazendo a triagem dos casos para cada paciente receber sua medicação “.

O secretário assegura que todas as UBSs estão fazendo o teste da Covid e que apesar de terem surgido casos da cepa ômicron, no momento o município só conta com um paciente internado em UTI. “Graças à vacinação contra a Covid, a doença tem se apresentado com sintomas mais leves, já no caso da Influenza pela cepa H3N2 espera-se ainda para final de fevereiro e meados de março a nova vacina, que o governo do Estado deve transferir para os municípios e que já foi solicitada pelo prefeito Luís Camargo, através do Condemat”, esclareceu.

Para garantir um atendimento rápido para os pacientes com sintomas gripais e que ainda não sabem diferenciá-los da Covid, foram montadas três tendas do lado de fora do P.A Central, para triagem, testagem e atendimento e há dois médicos especificamente para este atendimento. No PAM Barreto também foi criado um fluxo de atendimento de separação de síndrome gripal. “O atendimento à pacientes de gripe é feito por uma equipe de colaboradores diferente do atendimento aos pacientes de Covid-19”, esclarece o secretário. E essa triagem e testagem, volto a dizer, está acontecendo em todas as nossas UBS”, disse.

O secretário afirma que a vacina antiga da gripe não garante proteção contra a cepa H3N2 e assegura que a nova está prevista para março e espera-se que o município de Arujá receba um lote realmente grande. “A população é consciente e tem um padrão bom de vacinação, ano passado a vacina contra a gripe passou de 27%, sendo 10% a mais que o número preconizado pelo governo estadual. Mas até que esta vacina esteja disponível, recomendo que as pessoas se protejam tanto da Influenza quanto da Covid utilizando máscaras, higienizando as mãos e evitando aglomerações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui