Prefeitura de Itaquá vai promover ciclo de palestras com foco no enfrentamento da violência doméstica

Prefeitura de Itaquá vai promover ciclo de palestras com foco no enfrentamento da violência doméstica

As palestras serão ministradas por técnicos da Secretaria de Políticas para Mulheres. Iniciativa lembra os 12 anos da Lei Maria da Penha

Com foco na prevenção e enfrentamento à violência cometida contra a mulher e ainda para ressaltar a criação da Lei Maria da Penha, que completou 12 anos neste mês, a Prefeitura de Itaquaquecetuba, através da Secretaria de Políticas para Mulheres irá realizar palestras sobre violência doméstica, nos dias 23, 24, 27, 28 e 29 de agosto, nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município e também no Centro de Convivência da Melhor Idade de Itaquá (CCMII).

As palestras serão ministradas por técnicos da Secretaria de Políticas para Mulheres, com objetivo de informar e também de fazer uma reflexão sobre as transformações ocorridas em 12 anos de Lei, e no que ainda é preciso avançar em termos de mudanças culturais e comportamentais.

De acordo com a programação, a mesma terá início no Cras Recanto Mônica, com palestra marcada para quinta-feira (23/08), às 9 horas. Este Cras está localizado na Rua Governador Ademar Pereira Barros, 222, Horto do Ipê.

Na sexta-feira (24/08), a palestra será realizada no Centro de Convivência da Melhor Idade, às 10 horas. O CCMII fica na Rua Manoel Garcia, 160, Centro. No dia 27, às 9 horas será no Cras Jardim Itaquá – Rua Pixinguinha, 80, Jardim Maragogipe.

A palestra também será feita no Cras Caiuby, situado na Rua Ribeirão Preto, 09, Jardim Caiuby, no dia 28, às 9 horas, e no dia 29, as 10 e 14 horas, no Cras Quinta da Boa Vista, Estrada de São Bento, 1.691, Quinta da Boa Vista.

LEI A Lei Maria da Penha foi sancionada em 7 de agosto de 2006 para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher e sobre a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres, assim como prevenir a violência e punir os agressores.

A lei tem esse nome devido à farmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes que levou um tiro de seu marido nas costas e ficou paraplégica. Ela ainda trabalha em prol do enfrentamento à violência cometida contra a mulher.

SERVIÇO

Palestras:

23/08 – Cras Recanto Mônica – 9 horas

24/08 – Centro de Convivência da Melhor Idade – 10 horas

27/08 – Cras Jardim Itaquá – 9 horas

28/08 – Cras Jardim Caiuby – 9 horas

29/08 – Cras Quinta da Boa Vista – 10 e 14 horas

ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
Sidebar