Polícia apreende helicóptero do PCC em Arujá: um dos presos é ligado a um político mineiro

Polícia apreende helicóptero do PCC em Arujá:  um dos presos é ligado a um político mineiro

Uma operação deflagrada pela DISE de São Bernardo que investiga o tráfico de drogas via aérea, resultou na apreensão, ontem, de um helicóptero no hangar de Arujá.

A aeronave foi periciada e dada como provável veículo pertencente à facção criminosa PCC. Três pilotos que estavam no hangar também foram detidos.

A Polícia investiga o seu envolvimento no transporte de drogas para o PCC, na rota entre Bolívia e São Paulo.

No helicóptero, que estaria dentro de uma oficina no Jardim Fazenda Rincão, foram encontrados vestígios de cocaína e dois tambores de gasolina, que seriam utilizados para aumentar a autonomia do helicóptero em viagens de longa duração.

Um dos presos é Rogério Antunes, que já havia sido preso em 2013 por transportar cocaína no helicóptero do ex-deputado estadual mineiro Gustavo Perella.

O CASO DE 2013

Em 2013, um helicóptero pertencente à Limeira Agropecuária, de Gustavo Perrella, foi flagrado pela Polícia Federal com 445 kg de cocaína.

O piloto da aeronave, que era funcionário do gabinete de Gustavo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, foi preso em flagrante, junto com outras três pessoas.

O ex-deputado Gustavo Perella tem ligações políticas históricas com o senador Aécio Neves em Minas Gerais.

Em 2017 foi revelado um grampo telefônico em que o senador Zezé Perrella (PMDB-MG), pai de Gsutavo Perella, diz a Aécio Neves, em tom de piada, que “só trafica drogas”, e ressuscitou a história da apreensão de 450 quilos de cocaína em um helicóptero em 2013.

ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
Sidebar