Poá divulga Campanha Agosto Dourado

Poá divulga Campanha Agosto Dourado
Cidade conta também com a Campanha Amigas da Amamentação, com o objetivo de intensificar ações de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno
A Secretaria de Saúde, por meio da Coordenadoria da Mulher, se uniu com a Associação Comercial e Industrial de Poá (ACIP) e a Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Relações do Trabalho, para divulgar e reforçar a importância da Campanha Agosto Dourado, que tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância da amamentação.
Jeruza Lisboa Pacheco Reis, responsável pela Coordenadoria da Mulher, explicou que especialistas garantem que a amamentação exclusiva até os seis meses, sem a oferta de água, por exemplo, previne doenças e reduz a mortalidade infantil. “Crianças alimentadas com leite materno até 2 anos também desenvolvem, em média, mais inteligência, e têm maior escolaridade e renda. Vários projetos no Senado buscam assegurar o direito ao aleitamento materno”, comentou. Ela acrescentou ainda que Poá está realizando também um trabalho de conscientização das mulheres por meio da Campanha Amigas da Amamentação.
Agosto Dourado
Em 2017, foi sancionada a Lei nº 13.435, de 12 de abril, que institui o mês de agosto como o Mês do Aleitamento Materno (Agosto Dourado). O objetivo é intensificar ações intersetoriais de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno e mobilizar a sociedade em prol da amamentação no País.
Organização Mundial de Saúde orienta que recém-nascidos devem ser alimentados exclusivamente com leite materno, mas dados da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) apontam que, no continente americano, essa recomendação é seguida por apenas 38% das famílias com bebês.
O aleitamento materno é essencial para a saúde e desenvolvimentos das crianças ao longo de toda a vida e reduz os custos para os sistemas de saúde e para as famílias. Quando iniciada na primeira hora de vida, a amamentação protege os recém-nascidos de infecções e pode salvar vidas. As crianças correm um risco maior de morrer devido a diarreia e outras infecções quando não recebem o alimento. Para as mães, a amamentação diminui os riscos de desenvolver câncer de mama.

Mais Notícias

Sidebar