Padre Thiago Fragoso recebe título de Cidadão Mogiano

Padre Thiago Fragoso recebe título de Cidadão Mogiano

Em sessão solene, realizada na noite desta sexta-feira (01), a Câmara Municipal de Mogi das Cruzes entregou o título de Cidadão Mogiano ao padre Marnnyson Thiago Fragoso de Oliveira. A honraria foi concedida pelos relevantes serviços prestados ao município.

O autor da homenagem, vereador Johnross (Pode), discursou em nome da Câmara Municipal durante a solenidade. O parlamentar enalteceu a trajetória do homenageado e ressaltou a importância do sacerdócio para a sociedade. “O padre é aquele que cuida das almas que ainda estão por serem salvas nesta terra. São João Maria Vianney vem dizendo que o sacerdote é o amor do coração de Jesus. A vocação é um fruto que amadurece no terreno bem cultivado no amor de uma pessoa para com os outros. Ser padre é como ser um porta-voz de Deus. É impossível não perceber o amor do padre Thiago por Mogi das Cruzes, desde que chegou na cidade, a suas obras são notáveis.”

O bispo Diocesano de Mogi das Cruzes, Dom Pedro Luiz Stringhini também falou da relevância do padre Thiago para a cidade. “É o momento em que a gente olha para aquele filho que é reconhecido pelos méritos que tem. Esse título é um presente para mim, sobretudo porque foi um presente para a nossa Diocese a vinda dele para Mogi das Cruzes”, pontuou.

A presidente do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural, Artístico e Paisagístico de Mogi das Cruzes – COMPHAP, Ana Maria Sandim também fez questão de saudar o homenageado. “Ele tornou a fazer parte da história. Uma pessoa presente, participativa, amiga e trouxe para nós a importância de estar presente em todo o momento”, ressaltou.

Ao final da sessão, o homenageado agradeceu pelo título recebido e demonstrou o seu amor por Mogi das Cruzes. “Deus habita Mogi das Cruzes pela sua história, como sustentáculo do seu presente, como esperança do seu futuro. Deus habita Mogi das Cruzes no coração do povo mogiano. Sinto-me muito honrado em estar aqui, não somente a título pessoal, mas representando o sacerdócio católico. Não recebo o título em meu nome, mas em nome da Igreja.”

A sessão, que foi comandada pelo vereador Carlos Lucarefski (PV), também contou com a presença do vereador Maurinho do Despachante (PSDB), que secretariou os trabalhos; do presidente da OAB de Itaquaquecetuba, Jairo Saturnino Mendes; do relações públicas do Instituto Plínio Correia de Oliveira, Francisco Machado; do diretor espiritual da Ordem Terceira do Carmo; e Hélio Branbillia, que representou Dom Bertrand de Orleans E Bragança, herdeiro da família imperial brasileira, que governou o país entre 1822 e 1889.

Nascido na cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, Thiago Fragoso despertou para a vocação sacerdotal ainda na tenra infância. Depois de alguns anos morando nos Estados Unidos (2001-2006) ingressou em 2008 no Seminário Propedêutico da Arquidiocese da Paraíba. No ano seguinte, passou a cursar Filosofia no Seminário Arquidiocesano da Paraíba Imaculada Conceição (SAPIC). Cursou Filosofia e Teologia na Paraíba e, ao final desses cursos, o então arcebispo da Paraíba designou-o para cursar o Mestrado junto à Faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo, na capital paulista. Em 25 de fevereiro de 2016 veio para o Estado de São Paulo e, naquele mesmo ano, fez o discernimento para a Diocese de Mogi das Cruzes.

Ainda como seminarista, começou sua atuação na Diocese na cidade de Poá (SP), na Paróquia Nossa Sra. Aparecida. Enquanto cursava o Mestrado, foi juiz auditor do Tribunal Eclesiástico de São Paulo. Em novembro de 2017 veio morar em Mogi das Cruzes passando a desenvolver seu apostolado no Santuário Diocesano Senhor Bom Jesus — Igreja de São Benedito. Foi ordenado, no ano seguinte, diácono na Catedral Diocesana de Sant’Anna.

Em 25 de janeiro de 2019, recebeu a ordenação sacerdotal na Igreja de Nossa Senhora do Carmo de Mogi das Cruzes. Seu interesse pela arte e história de Mogi das Cruzes motivou sua nomeação para a Vice-Presidência da Comissão Diocesana dos Bens Culturais da Igreja. Posteriormente, no início de 2021, foi indicado para compor o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural, Artístico e Paisagístico de Mogi das Cruzes (COMPHAP), indicação confirmada pelo prefeito.

É o assistente eclesiástico da Comunidade Famílias Novas do Imaculado Coração para a Diocese de Mogi das Cruzes, além de acompanhar como Conselheiro Espiritual, duas Equipes de Nossa Senhora.

Atualmente, é professor de Latim na Faculdade de Filosofia e Teologia Paulo VI. Ao conhecer Mogi, encantou-se pela entranhada devoção do povo mogiano ao Divino Espírito Santo e deixou-se cativar pelos aspectos espirituais, históricos e culturais da Festa do Divino que acompanha com proximidade e carinho.

ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
Sidebar