ONU quer investigação a ataques com pelo menos 150 mortos no centro da Nigéria

As Nações Unidas condenaram a série de ataques em aldeias no centro da Nigéria que mataram pelo menos 150 pessoas no estado de Plateau desde a véspera de Natal.

Agências de notícias citam as autoridades locais como tendo dito que os assassinatos em massa acontecem na sequência da crise entre agricultores e pastores no país da África Ocidental.

Uma nota do alto comissário para os Direitos Humanos, Volker Turk, expressa profundo alarme com a situação ocorrendo em várias comunidades rurais”, que além das mortes causou muitos feridos.

O chefe de direitos humanos solicitou às autoridades nigerianas para que investiguem o incidente de forma rápida, exaustiva e independente.

Nesse processo, ele destaca que devem ser observadas regras do direito internacional humanitário para que os autores sejam​​ responsabilizados em julgamentos justos.

Turk ressalta ainda que o ciclo de impunidade que alimenta a violência recorrente deve ser urgentemente quebrado. 

A nota termina com um apelo ao Governo da Nigéria para que tome medidas significativas para abordar as causas profundas da questão e a garantir que o tipo de violência não se repita.

Assuntos que você pode gostar