O capitão Anderson Pelegrini, comandante da 3 Cia de Polícia Militar, informou na tarde de hoje a morte de José Antonio Comunalle, morador do Jardim Real e que na última quinta-feira foi submetido a um transplante de fígado no Hospital das Clínicas Em São Paulo.
 
Segundo foi informado, o órgão transplantado não reagiu, o paciente teve problemas de hipertensão e seus rins entraram num processo complicado. Por conta disso, o paciente não resistiu. Conforme o boletim médico, mesmo que sobrevivesse, entraria novamente na fila para o transplante e teria que fazer hemodiálise.
 
José Antonio esperou 07 anos pela doação de um fígado e na quinta-feira o hospital ligou para a família dizendo que havia um órgão disponível, mas que o paciente precisaria estar no hospital o quanto antes. Por isso os familiares pediram o apoio da Polícia Militar, que realizou o transporte de José Antonio com toda rapidez para o Hospital. Depois disso, familiares e policiais procuraram acompanhar e obter notícias do paciente na esperança de que ele pudesse ter uma nova vida, o que infelizmente não aconteceu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui