Mogi das Cruzes faz investimento recorde de mais de 64% na agricultura familiar para a merenda

Mogi das Cruzes faz investimento recorde de mais de 64% na agricultura familiar para a merenda

Referência de qualidade na alimentação oferecida aos alunos da rede municipal de ensino, a Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Educação, alcançou em 2022 o maior índice de investimento na agricultura familiar na merenda escolar de sua história. A cidade investiu 64,05% do repasse do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), superando o índice mínimo previsto que é de 30%.

Em 2021, a cidade já havia investido 46%. No último ano, o investimento cresceu quase 20%. “Mogi das Cruzes é uma grande potência agrícola. Com muito planejamento e ouvindo os produtores de nossa cidade, ultrapassamos esta marca histórica de 64% de investimento. Não só oferecemos alimentos in natura e de alta qualidade para nossos alunos, como também potencializamos a agricultura local”, disse o prefeito Caio Cunha.

Além do investimento, o número de produtos da agricultura familiar presentes no cardápio da rede municipal também aumentou. Era 14 no passado e passou para 20 em 2022, com a inclusão de goiaba, tangerina, batata doce, caqui e shimeji. Mogi das Cruzes é destaque nacional na produção deste tipo de cogumelo, rica fonte de proteína vegetal que pela primeira vez foi oferecida na rede municipal.

O repasse do PNAE foi de R$ 7.303.608,40, sendo que cerca de R$ 4.679.927,38 foram destinados à agricultura familiar. “Nossa meta inicial era alcançar 50% do total do repasse destinado para agricultura familiar e conseguimos, em parceria com os agricultores e a Secretaria de Agricultura, superar os 60%. Foi um grande trabalho”, disse o diretor do Departamento de Alimentação Escolar (DAE), Caio Lage.

O cardápio da rede municipal de ensino é balanceado e nutritivo, sendo baseado em itens in natura e produtos minimamente processados, seguindo a Resolução do PNAE de 6 de maio de 2020. A oferta da alimentação escolar é feita de acordo com o período que o aluno estuda. Nas escolas de integral e creches são oferecidas cinco refeições diárias, sendo café da manhã, colação, almoço, colação e jantar. No período parcial, para o aluno que estuda no período da manhã é servido café e almoço e a tarde, café da tarde e jantar.

No último ano, o DAE desenvolveu o PISE (Programa de Indicadores de Saúde na Escola). As equipes do departamento e do Núcleo de Avaliação Física estiveram nas Escolas de Tempo Integral para pesar e medir alunos, identificando casos de obesidade e baixo peso. Foram avaliados mais de 10 mil alunos. Neste ano, o programa terá continuidade. Com apoio do Departamento Pedagógico, também foi desenvolvido o projeto de Educação Nutricional “Horta: Território dos Sabores”.

Mais Notícias

Sidebar