Itaquaquecetuba recebe projeto de teatro acessível nesta quarta e quinta-feira (18 e 19/04)

Itaquaquecetuba recebe projeto de teatro acessível nesta quarta e quinta-feira (18 e 19/04)

Grupo criado pela atriz Tatá Werneck faz espetáculos em que pessoas sem e com deficiência, inclusive visual e auditiva, participam juntas

Por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, Ciência, tecnologia e Inovação de Itaquaquecetuba (Semecti) e a ONG Escola de Gente – Comunicação em Inclusão, a cidade vai receber nesta quarta e quinta-feira (18 e 19/04) uma programação com atividades culturais do projeto ‘Aqui trem cultura acessível’.

A Ong trará no dia 18, a Oficina de Teatro Acessível, às 15 horas, na Secretaria de Educação e no dia 19, às 19 horas o espetáculo ‘Ninguém mais vai ser bonzinho’, no Ginásio Municipal de Esportes ‘Sumiyoshi Nakaharada’. Conforme debatido em reunião no mês anterior, o público alvo será alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), profissionais do departamento de Educação Especial da Semecti e comunidades afins, por tratar-se de uma temática que possui linguagem adequada para pessoas a partir de 11 anos de idade.

O projeto com a oficina e o espetáculo, utiliza 10 recursos acessíveis, que permitem a participação de todas as pessoas – com e sem deficiência.

Sobre a peça “Ninguém mais vai ser bonzinho” do grupo “Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade”, que foi criado pela atriz e apresentadora Tatá Werneck, e já foi assistido por mais de 100 mil pessoas e premiado nas Nações Unidas, já que é o único no mundo a realizar espetáculos com máxima acessibilidade. O texto aborda, com muito humor, questões cotidianas de preconceito e discriminação. São sete esquetes em que atores e atrizes se revezam em personagens nos quais a plateia se reconhece com facilidade, fazendo com que todas as pessoas – com e sem deficiência – se divirtam juntas no teatro.

Para garantir a participação de todas as pessoas, que é lei, mas ainda praticamente não cumprida, são disponibilizados dez recursos de acessibilidade, como intérprete da língua de sinais brasileira (Libras), fones para audiodescrição, material de comunicação em braile e formatos digitais, visita tátil ao cenário, rampas de acesso, banheiro adaptado e atendimento acessível desde a fila.

Já a Oficina de Teatro Acessível, ministrada por atores e atrizes do grupo, é uma atividade de formação e mergulho nos temas da inclusão, acessibilidade e direitos de pessoas com deficiência. A metodologia, criada pela Escola de Gente, utiliza jogos teatrais para promover a reflexão sobre o que é uma sociedade inclusiva. Em Itaquaquecetuba, a oficina será voltada para profissionais de ensino, mas qualquer pessoa interessada em participar pode procurar a Secretaria de Educação.

Este trabalho é patrocinado pela MRS Logística e percorre os municípios por onde passa a ferrovia. A ONG Escola de Gente foi fundada pela jornalista Claudia Werneck.

 

SERVIÇO

Dia 18.04 – quarta-feira

Atividade: Oficina de Teatro Acessível

Horário: 15h

Local: Secretaria Municipal de Educação

Endereço: Rua Rio Paraibuna, 20 – Jardim Nova Itaquá, Itaquaquecetuba

Dia 19.04 – quinta-feira

Atividade: Espetáculo “Ninguém mais vai ser bonzinho”

Horário: 19h

Local: Ginásio Municipal de Esportes

Endereço: Rua Santa Rita de Cássia, 151, Vila Japão, Itaquaquecetuba

ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
Sidebar