Um cãozinho de 7 meses tem sido a alegria dos pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Guararema, em São Paulo. Batizado de Assis, ele chegou até o centro após ser devolvido pelo antigo dono a uma ONG de cuidados a animais de rua. Super dócil, ele foi “contratado” como assistente e tem ajudado nos atendimentos aos pacientes. Assis brinca, faz carinho e ajuda no estabelecimento de vínculos de cuidado, afeto e responsabilidade. Ele participa até de reuniões administrativas!

Quem circula pelo CAPS garante que Assis não descansa. Ele caminha por todo o centro como um funcionário bastante privilegiado – com crachá e tudo o que tem direito! De acordo com Jéssica Falco, assessora de saúde mental e coordenadora do CAPS, a ideia de adotar um cãozinho na unidade surgiu há pouco mais de um ano. O animal seria uma companhia para ajudar nos trabalhos. Só que veio a pandemia e a equipe resolveu adiar os planos. Mas Jéssica disse que quando viu o anúncio em uma rede social, sobre um cão que estava procurando um novo lar, ela não resistiu.

A assessora entrou em contato com a ONG responsável e logo ele foi adotado. Ganhou o nome de Assistente – por isso o “Assis” – e acabou virando o xodó dos funcionários e pacientes. Jéssica explica que toda a rotina do CAPS mudou com a chegada de Assis. “Fizemos algumas adaptações, mas ele fica solto aqui. Todo mundo fica de olho nele, ele fica onde ele quer.” Assis fica solto, participa de reunião, participa de grupos. “Tudo que ele ficar quietinho e der para participar, ele participa”, completa Jéssica. Segundo a assessora, o ambiente melhorou depois da chegada desse assistente mais que especial!

 

 

Fonte: SóNotíciaBoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui