Terminou por volta de 22 horas os procedimentos relativos à eleição do Conselho Tutelar, ocorrida hoje na Emeia I. O resultado foi formalizado em ata e anunciado após a terceira recontagem dos votos, para evitar qualquer dúvida quanto à transparência dos trabalhos. Foram registrados dois pedidos de impugnação por parte de duas conselheiras, em decorrência de algumas dúvidas iniciais, porém as duas foram eleitas e mão seguiram com o processo.

A promotora da 2ª Vara da Infância e Juventude, Gabriella Lanza Passos, que atuou como fiscal, disse que foi uma eleição tranquila e que contou com um número de eleitores maior que o esperado. “Como o voto não é obrigatório, isso mostra que a comunidade está se tornando mais consciente quanto à importância do Conselho Tutelar”, afirmou. Sobre a apuração ela constatou que, num primeiro momento houve um erro de contagem. “Fizemos a contagem três vezes e ficou esclarecido o erro, não havendo nenhum indício de fraude”, concluiu.

A avaliação foi confirmada pela presidente da Comissão Especial Eleitoral Maria Conceição Veras Galbetti. “Foi uma eleição bastante tranquila, com cerca de quinhentos eleitores a mais que o último pleito. Boa parte dos vereadores vieram, assim como prefeito e foi tudo muito positivo”.

Sobre a apuração ela esclareceu que “o que ocorreu foi um erro humano na conferência da lista de presença que não estava batendo com o número de cédulas, então nós contamos e recontamos três vezes e verificamos que, por ser pequeno o espaço o pessoal estava errando na contagem, então nós trocamos as pessoas que estavam contando e fizemos isso por três vezes, verificando que foi apenas um erro de conferência que não se repetiu nas outras vezes”, esclareceu.

A princípio, foram anunciados eleitos como conselheiros tutelares os cinco candidatos que obtiveram maior número de votos, sendo os demais classificados como suplentes de acordo com a sua votação. A Dra Conceição informou, entretanto, que foram apresentadas cinco denúncias em que pessoas teriam presenciado boca de urna. “Estas denúncias serão analisadas pela comissão eleitoral e vamos ver qual a decisão será tomada.

A eleição para o Conselho Tutelar de Arujá contou com 2.574 eleitores e foram registrados 28 votos anulados e três em branco. A posse dos novos conselheiros acontece em 10 de janeiro de 2020.

Eleitos  ——————————————————–  Votos

Silandra Maria da Silva Santos   ———————————-  300

Cassia Domingos de Souza        ———————————-  300

Cilene Coutinho Temer               ———————————   269

Edna Regina Gonçalves Putini     ———————————   247

Hamaitá Lima Soares                ———————————    237

 

Suplentes   —————————————————–   Votos

6º  Luiz Gonzaga do Nascimento Neto   ————————–   221

7º  Yone Zago Del Valle  ——————————————-   217

8º  Vanderli Leão Lamana —————————————–   179

9º  Natalia da Silva Simão  —————————————-   177

10º Alex Sandro dos Santos Elesbão —————————–   148

11º Euclenia Aldana de Araújo  ———————————–  138

12º Débora Campos Doretto  ————————————-   58

13º Valéria Angélica Ramos  ————————————–   31

14º Emily de Oliveira Cardoso  ————————————  31

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui