A data histórica que compreende os 169 anos de fundação de Arujá e 62 de Emancipação Política foi comemorada na manhã de hoje com um ato cívico na Praça do Coreto. O momento foi marcado pela apresentação da Guarda Mirim e pela presença de várias autoridades, como o prefeito Luís Camargo, vereadores e também os deputados Roberto de Lucena, federal e Rodrigo Gambale, estadual.

Na ocasião o prefeito falou sobre a complexidade desse momento marcado pela pandemia do Coronavírus e destacou que “mesmo enlutados temos que buscar fazer a nossa parte, lutando para que a cidade possa ofertar o atendimento necessário e isso tem sido a nossa maior prioridade”, afirmou. Ele, contudo, deixou claro que apesar do orçamento apertado, a cidade em breve poderá contar com várias melhorias que trarão conforto à população.

“Temos ai a escola do Jordanópolis, bem encaminhada já na fase de assentamento das colunas, temos o Poupatempo, que logo será implantado, e ainda vamos lançar até dezembro a pedra fundamental do hospital municipal, o que vai ampliar em muito o atendimento à saúde dos arujaenses”, disse.

Camargo deixou claro que muitas outras obras estão em andamento e agradeceu expressamente os vereadores, que têm participando com muita sintonia. “Os vereadores têm nos apoiado e este ano atuaram de forma inédita direcionando recursos de emendas impositivas para a saúde que seriam destinadas a outros setores. Houve um entendimento entre eles que sabem que primeiro que tudo precisamos manter o atendimento hospitalar à Covid. E é claro que também agradecemos aos deputados que tem nos ajudado muitíssimo com emendas que estão sendo empenhadas na Saúde, na Segurança Pública e em outros setores também muito importantes. Por isso eu agradeço aos meus grandes parceiros, Roberto de Lucena e Rodrigo Gambale”, salientou o prefeito.

Ele também agradeceu aos secretários municipais e, de forma expressiva ao professor Juvenil dos Santos, secretário de Cultura, pela idealização do Festival Solidário, que tem envolvido e integrado a comunidade neste momento comemorativo, sem desobedecer aos protocolos sanitários. ”Arujá inovou e também mostrou grande solidariedade e por tudo isso eu sou muito grato”, disse Camargo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui