Em breve entrevista ao Jornal de Arujá, pouco antes de embarcar para Portugal, onde ocorrerão os preparativos e a seleção final para a disputa da Olimpíada de Tóquio, no Japão, o jogador de handebol Guilherme Torriani, que ganhou visibilidade por seu desempenho nos jogos que classificaram o Brasil nesta modalidade, falou com a reportagem sobre seu orgulho pela estrutura de espaços esportivos na cidade de Arujá como o Ginásio de Esportes da PL.

“Como arujaense que sou, eu me orgulho de contar em nossa cidade com um Ginásio como o da Perfect Liberty. Já tive a oportunidade de disputar diversos torneios pela seleção brasileira no mundo e posso assegurar que o Ginásio da PL não fica atrás em nada”, disse o atleta que, uma semana antes do embarque para Portugal, participou de uma disputa em Arujá.

“No ano passado eu tive a honra de jogar o Campeonato Paulista e Liga Nacional de Handebol em Arujá no Ginásio da PL, ambos foram no sistema de bolha e tive oportunidade de ficar alojado e conhecer toda estrutura de alojamentos, refeitório e anfiteatro desse espaço e fiquei realmente surpreso com tudo o que vi. Só posso dizer que a cidade está muito bem representada”, disse.

Para Guilherme, Arujá tem condições para ser o berço de bons atletas pela boa estrutura, bons ginásios esportivos em vários pontos. “Creio Arujá revelará ainda muitos talentos esportivos”, disse.

Novo tempo

Ex-secretário de Esportes, com participação em várias administrações, Vicente Nasser do Prado, o Souzão, concorda plenamente com a avaliação de Torriani. “Arujá, através de todos os prefeitos e secretários de esporte que passaram por aqui, investiu bastante em estrutura esportiva. Hoje nós temos o Ginásio Habib Tannuri, no Centro, que tem abrigado inúmeras modalidades do Promesp que é o Programa Municipal de Esportes, temos o Ginásio Antonio Carlos Mendonça, no Rincão, o Mário Covas, no Barreto e mais recentemente o Calango, que fica no Jardim Emília e o espaço do Céu Cerejeira. Isso sem falar na Praça da Juventude, no Mirante. São locais adequados à práticas esportivas diversas e que garantem os primeiros passos para as nossas crianças e jovens que querem desenvolver seu talento”, analisa.

Paschoal Dourado

Outro espaço importante, que nos últimos dois anos sediou dois torneios de futebol de salão, é o Estádio Paschoal Dourado, no Centro Residencial. “O Estádio leva este nome, que é um nome forte e com ampla aceitação, por conta do grande incentivador do esporte de Arujá que foi o empresário Paschoal Dourado. Durante muitos anos ele cedeu parte do terreno do seu sítio para que todos os times da cidade pudessem desfrutar realizando suas atividades. Foi uma pessoa que realmente incentivou os esportistas de todas as modalidades e até hoje, nós fazemos campeonatos como esses de futebol de salão com o patrocínio da Dourado metais que hoje é administrada pelo Fábio, o filho do Sr. Paschoal Dourado”, acrescenta Souzão.

Ele menciona também o União Arujaense, lembrando que hoje a quadra esportiva é a fonte de sustentação do clube, mantendo os três funcionários. “Atualmente o Denilson é o nosso presidente e já temos um planejamento para fazer o muro no entorno da Rua João Nepomuceno e também reduzir a profundidade da piscina, para que possamos abrir para novas atividades, permitindo o uso da população a um público de pagantes, mesmo que não seja sócio”, conclui.

Para o ex-secretário, a pandemia tem mantido a comunidade esportiva engessada. “Muitas pessoas reclamam de que tudo está muito parado, mas é necessário paciência já que temos vivido picos intensivos da Covid. Acredito porém, que tudo vai voltar ao normal e sei que uma licitação já foi aberta para que uma empresa seja contratada a fim de tocar as atividades do Promesp. Então a atual administração, sob comando do Pitta, atual secretário de esportes, está se preparando, para que havendo um controle maior quanto á pandemia, reduzindo-se o risco, as atividades possam ser retomadas em todas as modalidades”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui